Fique por dentro das novidades!

Agronegócio

Produção de soja na safra 2017/2018 poderá passar dos 114 milhões de toneladas

1 ano atrás - por:

– A soja é um grão que possui grande representatividade econômica no Brasil, sendo a principal cultura do agronegócio brasileiro –

Recentemente, com o sétimo levantamento da safra 2017/2018 a Companhia Nacional de Abastecimento (CONAB) divulgou que a colheita da safra de soja estima sua produção em 114,96 milhões de toneladas. O total representa um aumento de 0,8% sobre a produção safra 2016/2017, que chegou a 114,07 milhões de toneladas.

Conforme a CONAB, o plantio nacional da soja apresentou aumento na área de 3,5%, saindo de 33,909 milhões de hectares na safra passada para 35,089 milhões de hectares na atual. A produtividade média nacional esperada para a temporada é de 3,276kg hectare, o que representa uma queda de 2,6% em relação ao rendimento anterior, de 3,364kg/ha.

Com todos esses dados, a expectativa dos agricultores é ainda maior para a colheita da soja, que fora aberta oficialmente no Rio Grande do Sul, no último dia 07 deste mês. O Engenheiro Agrônomo Rodrigo Rossato comenta que a colheita da soja é o processo mais esperado pelos agricultores, pois é justamente neste período em que será possível mensurar o resultado de todo investimento feito na lavoura. Além disso, o agrônomo ressalta que é imprescindível que o agricultor já possa planejar os próximos passos em sua lavoura, para que a cultura subsequente potencialize a produtividade da cultura principal  que é a cultura da soja.

“Após a colheita da soja é preciso que o agricultor já comece a planejar a próxima cultura, por exemplo, utilizando técnicas e ferramentas que possibilitem identificar todas as deficiências que o solo tem, bem como, ganhar mais tempo para investir em produtos que sejam necessários para garantir a fertilidade do solo.”– argumenta.

Curiosidade sobre a soja

Uma planta originária da região denominada Manchúria, que fica no nordeste da China, foi levada para a Europa o século XVII, durante o período conhecido como o das grandes navegações, onde permaneceu por mais de 200 anos apenas como uma curiosidade botânica, nos jardins botânicos das cortes europeias.

Gradativamente a soja foi entrando em outras Países, e no Brasil, a primeira referência sobre soja, foi em 1882, na Bahia, mas as cultivares introduzidas dos Estados Unidos não tiveram boa adaptação em uma latitude em torno de 12 graus Sul (Bahia). No ano de 1891, novas cultivares foram introduzidas na latitude 22 graus (Campinas), que passaram a apresentar melhor desempenho. Mas as cultivares mais específicas para consumo humano foram trazidas pelos primeiros imigrantes japoneses em 1908, no entanto, oficialmente, a cultura foi introduzida no Rio Grande do Sul em 1914 na região de Santa Rosa, onde foram iniciados os primeiros plantios comerciais.

Atualmente, sem dúvida alguma, a soja tem um papel fundamental na economia do país, mas não somente pela sua produção e exportação, mas também, pela sua responsabilidade em abastecer outros setores que precisam deste grão para produzir alimentos, por exemplo.

 

 

 

Por:
AgroPrecision
Posts do autor

Comentários sobre este post