Fique por dentro das novidades!

Agronegócio

Como aumentar a rentabilidade da sua lavoura através do mapeamento da fertilidade do solo?

2 meses atrás - por:

Em uma lavoura existem variações de fertilidade, tipos de solo, relevo, vegetação e histórico de uso. Diferentemente do que acontecia há alguns anos, no manejo com a agricultura tradicional, onde o agricultor tratava a lavoura ou o talhão de maneira uniforme, hoje, por meio da agricultura de precisão (AP), cada região é tratada de maneira diferente, conforme as potencialidades e necessidades detectadas através da amostragem de solo.  Com o avanço das tecnologias em AP é possível constatar que as variações também existem dentro de um talhão e essas são chamadas de variabilidade espacial.

Especialistas confirmam que a agricultura de precisão é uma das formas de gestão mais eficientes em propriedades rurais pois objetiva aumentar o retorno econômico do agricultor e diminuir os riscos e danos causados ao meio ambiente, otimizando a utilização de agroquímicos, sementes, corretivos e fertilizantes e ainda, melhor gestão da irrigação. Dessa forma, tem-se uma maior produtividade e rentabilidade de cada talhão da lavoura.

É importante que o agricultor possa ganhar tempo em fazer o planejamento da lavoura para o plantio de culturas de verão. Uma ótima alternativa para esse planejamento é o mapeamento de fertilidade do solo, que auxilia a identificar as lavouras com maior potencial e as necessidades referentes à aplicação de calcário e fertilizantes em taxa variável de cada talhão. Para conseguir informações mais precisas sobre cada área e subárea da lavoura, é preciso fazer a amostragem de solo. Assim, pode-se estabelecer quais serão as formas de correção de acidez e da fertilidade do solo, bem como a reposição de nutrientes essenciais para o desenvolvimento das plantas em fase inicial de germinação e crescimento.

As amostras de solo que são retiradas de diferentes áreas da lavoura são levadas para laboratórios para a realização de uma análise química. Através deste processo é possível determinar o grau de suficiência ou deficiência de elementos químicos do solo, além de mensurar as condições que possam prejudicar o desenvolvimento das plantas.

Todas as informações obtidas através da amostragem são utilizadas para a construção dos mapas de fertilidade do solo que são autoexplicativos e o agricultor consegue visualizar as necessidades de cada talhão da lavoura de forma fácil e rápida, podendo assim, tomar decisões mais assertivas.

Os mapas realizados pela AgroPrecision trazem ainda, sugestões de correção de solo e indicam os melhores produtos a serem utilizados em determinadas culturas, buscando a máxima produtividade e eficiência econômica da propriedade.

 

Por:
AgroPrecision
Posts do autor

Comentários sobre este post