Fique por dentro das novidades!

Agronegócio

Amostragem georreferenciada de solo em grids ou grades

11 meses atrás - por:

A agricultura de precisão (AP) se diferencia da agricultura convencional porque não trabalha com médias, levando consideração a variabilidade espacial do solo, ambiente e plantas. Isso significa que esta forma de manejo reconhece que o solo tem em sua composição química, física e biológica, estruturas que podem determinar a sua condição de fertilidade. Esse estudo da variabilidade da superfície tem a finalidade de gerenciar as informações obtidas na análise, realizar o tratamento desse solo de acordo com as necessidades nutricionais do mesmo e deste modo, diminuir o efeito da variabilidade tornando a lavoura mais homogênea e produtiva.

Uma das ferramentas utilizadas pela AP que identificam a variabilidade de fatores de fertilidade é a amostragem georreferenciada realizada pela divisão da lavoura em grids, ou seja, em pequenos talhões de um, três ou cinco hectares (conforme a necessidade de cada agricultor) sempre respeitando a geoestatística e a qualidade de amostragem feita com equipamentos de controle automático, evitando erros de amostragens por uso de ferramentas manuais. Os pontos são predeterminados e georreferenciados dentro da área de cultivo utilizando equipamentos GPS, os quais são essenciais para a criação dos mapas de fertilidade do solo.

Cada amostra de solo apresenta informações sobre 22 fatores de fertilidade. Então como exemplo, uma lavoura de 60 hectares dividida em grids de 1ha resulta em 60 amostras de solo e 1320 informações sobre a fertilidade deste. A mesma lavoura dividida em grids de 3ha resulta em apenas 440 informações. A coleta das amostras em grids menores permite que o agricultor e os técnicos agrícolas tenham um nível maior de detalhamento sobre a área de cultivo tendo um número maior de informações para a tomada de decisão. Além do tamanho do grid, a amostragem do solo requer cuidados também com o número de sub-amostras coletadas, à profundidade da amostragem e o laboratório escolhido para realizar a análise dessas amostras.

O processo de amostragem do solo e os mapas de fertilidade criados ocupam uma importância significativa na gestão da lavoura porque auxiliam e qualificam a tomada de decisões quanto aos procedimentos de correção e fertilização que serão aplicados no solo. Dessa forma, a eficiência na utilização de um fertilizante ou corretivo é melhorada, tendo por consequência o aumento do potencial de produtividade das áreas que recebem este tratamento.

Por:
AgroPrecision
Posts do autor

Comentários sobre este post