Fique por dentro das novidades!

Agronegócio

Solo e plantas: como obter uma eficiente nutrição de solo e planta através da calagem?

1 mês atrás - por:

A calagem do solo é um processo fundamental utilizado para melhorar a qualidade dos solos naturalmente ácidos, característico da nossa região. Sendo assim, a adição de calcário ao solo é essencial pois, além de diminuir a acidez, fornece uma quantidade de nutrientes para as plantas, como cálcio e magnésio, evitando a toxidez do alumínio, ferro e manganês, que, em grandes quantidades, podem ser prejudiciais para as plantas. Além disso, o calcário maximiza o efeito dos fertilizantes e aumenta a atividade das bactérias benéficas ao solo, acelerando a decomposição de resíduos e de matéria orgânica, liberando nitrogênio e fósforo, que são nutrientes essenciais para as plantas.

O calcário é um recurso abundante no país, possui diversas reservas espalhadas pelos estados e o seu uso é muito incentivado devido aos diversos benefícios técnicos e de melhoria de solo, além de ser uma prática considerada de alto retorno econômico. A tomada de decisão para a correção da acidez do solo deve ser embasada nos resultados de análises do mesmo, realizado em laboratório, que indicarão o tipo e a quantidade adequada de calcário a serem aplicados em cada talhão da lavoura.
Um dos problemas mais comuns no processo de calagem de solo é a negligência no que se refere à técnica, doses certas e formas de aplicação de calcário no solo. É habitual identificarmos lavouras que receberam adubação sem uma prévia correção da acidez do solo, já em outras pode-se observar a utilização de doses de calcário acima do recomendado.

Apesar de ser uma prática comum na agricultura, alguns cuidados devem ser observados para que se tenha o retorno esperado e se consiga o a correta correção da acidez do solo. Muito dos possíveis erros que ocorrem nesses processos, se devem à forma errada de coletar amostras de solo para a análise. O processo passa pela necessidade obrigatória de realizar uma correta e qualificada análise de solo, com atenção ao procedimento de coleta de amostras, análise em laboratórios de qualidade, interpretação correta do nível de fertilidade, regulagem adequada do distribuidor de calcário, compra do calcário recomendado com a melhor relação de PRNT (poder relativo de neutralização total) e PN (poder de neutralização) possível e, ainda, a uniformidade na distribuição.

Na agricultura de precisão são realizadas análises de solo em laboratórios para identificar as doses de calcário que devem ser utilizadas em cada área da lavoura e assim obter a neutralização completa dos elementos tóxicos e garantir uma maior produtividade de cada cultura. Assim, através do mapeamento do solo e a aplicação em taxa variável, os talhões recebem calcário de acordo com a necessidade, podendo, dessa forma, obter resultados mais produtivos do que na aplicação em taxa fixa de modo geral.

Por:
AgroPrecision
Posts do autor

Comentários sobre este post