Fique por dentro das novidades!

Agronegócio

Em tempos de crise utilizar a Agricultura de Precisão como uma aliada do rendimento da lavoura utilizando as informações geradas

2 anos atrás - por:

Em tempos de crise econômica no Brasil, um dos maiores desafios do setor agrícola é encontrar formas de aumentar a produtividade sem incorporar novas áreas, tendo investimentos que tragam retorno, além é claro, de encontrar formas que não prejudiquem o meio ambiente.

Diante deste cenário, a agricultura passou a ser um setor altamente competitivo, dentro do qual os agricultores buscam formas de destacar-se dos demais e de encontrar soluções que possam gerar maior rentabilidade. Com isso, o agronegócio vem passando por várias transformações e adequações em seus processos, exemplo disto, está na inserção da tecnologia na produção.

 “A Agricultura de Precisão (AP) nunca foi tão importante quanto nesse momento, pois existe uma competitividade grande a nível mundial e local. Por isso, a tecnologia tem se destacado em alguns setores como o nosso, pois, aliada aos produtores, vem permitindo que as lavouras tenham maior produtividade e rentabilidade através do melhor gerenciamento das informações.”– argumenta o engenheiro agrônomo Leonardo Rossato.

A AP visa o gerenciamento mais detalhado do sistema de produção agrícola como um todo, não somente das aplicações de insumos ou de mapeamentos diversos, mas de todos os processos envolvidos na produção.

Um dos exemplos mais concretos e de resultados notórios, segundo a EMBRAPA, é que a adoção de AP no Brasil é crescente, principalmente na área de mapeamento de fertilidade do solo e aplicações em taxa variável.

Não podemos esquecer que estamos em uma fase de construção de fertilidade do solo na parte química, física e biológica, assim as ferramentas de mapeamento georreferenciado apresentam ótima resposta.” comenta o engenheiro agrônomo Rodrigo Rossato.

Em um futuro próximo, todas as atividades agrícolas serão de algum modo monitoradas e assim permitirão melhorar a eficiência dos processos produtivos, gerando informações de grande valia para o produtor e para o consumidor. Ferramentas de sensoriamento remoto, drones, vants e robótica avançada, farão parte da nossa realidade e o engenheiro agrônomo contará com toda esta carga de informações para gerenciar e aumentar a produtividade de seus clientes.  

Por:
AgroPrecision
Posts do autor

Comentários sobre este post