Fique por dentro das novidades!

Agronegócio

Cuidados para a semeadura da soja

1 ano atrás - por:

Todo plantio de uma lavoura exige um bom planejamento, pois é a partir dele que determina-se todo o processo que irá ocorrer em cerca de 130 dias, e que certamente afetará todas as operações envolvidas, além de ser responsável por boa parte da produtividade da lavoura.

Nesse período do ano, em que muitos agricultores ainda estão no plantio da soja, é de extrema relevância, perceber as necessidades da planta e quais os cuidados que ela exige. Uma pesquisa recente, divulgada pelo site Agrolink, revelou que a densidade de plantio, varia basicamente, com cada cultivar, e com a disponibilidade de água e nutrientes, uma análise de cultivares de soja disponíveis mostra que a densidade recomendada é variável conforme cada microrregião e adaptação das cultivares. A pesquisa ainda mostra que algumas vezes variações na população final de 20% nesse número, para mais ou para menos, não alteram significativamente o rendimento do grão, desde que as plantas sejam distribuídas uniformemente e sem falhas.

É neste sentido, que além de utilizar sementes de alta qualidade fisiológica, encontra-se outro fator de atenção para os agricultores, escolher mecanismos que possam distribuir a semente de forma precisa no solo, com espaçamento adequado entre elas, na profundidade correta e em contato com o mesmo para que o processo de germinação seja desencadeado ao mesmo tempo em todas elas, garantindo uma germinação uniforme.

Além disso, para a obtenção da máxima expressão de produtividade da cultura, é importante conhecer o solo e a fertilidade deste em que será semeada a soja. Esta semente, como um ser vivo, necessitará de nutrientes disponíveis, água, ar e baixa resistência ao desenvolvimento radicular, para poder expressar seu maior potencial. Já é possível também adequar a população de cada cultivar ao potencial produtivo de cada parte da lavoura, trabalhando com taxas variadas de semeadura e adequando a adubação conforme as indicações dos mapas de fertilidade.

O ideal para alcançar a máxima produtividade na cultura da soja e garantir sua rentabilidade, é fazer diagnósticos antecipados, que permitam ao agricultor tomar decisões com cautela, baseada em dados da sua realidade, avaliar o cenário, as condições econômicas e verificar quais são as melhores alternativas, transformando tecnologia e informação em rentabilidade. 

Por:
AgroPrecision
Posts do autor

Comentários sobre este post