Fique por dentro das novidades!

Agronegócio

Condições climáticas no Rio Grande do Sul exigem atenção dos agricultores

1 mês atrás - por:

Entramos oficialmente a menos de um mês no inverno e já estamos vivenciando os sinais desta estação.

A previsão de um inverno com temperaturas amenas e precipitações na média histórica pode favorecer o cultivo do trigo em nossa região, que concentra cerca de 90% da produção do cereal, segundo institutos de pesquisas. Todavia, o cenário também exige um planejamento na semeadura, com o intuito de ser evitado as perdas por geadas nos períodos de maior risco da cultura.

Em algumas regiões, o trigo já está em período de finalização do seu plantio, mas de modo geral, a semeadura deste grão, varia do início de maio até o final de julho, nos estados do Rio Grande do Sul, Paraná e Santa Catarina, considerando as diferenças regionais de clima, solo e ciclo das cultivares.

Segundo o Zoneamento Agrícola de Risco Climático (ZARC), no trigo, diferentes causas associadas ao clima, podem afetar os rendimentos da lavoura, como a geada no florescimento ou no espigamento, seca após a semeadura e na fase de enchimento de grãos, excesso de chuvas na colheita, além do aparecimento de pragas e doenças. Mas a condição climática ainda é um dos fatores mais preocupantes, por ser um fator natural, sem controle humano.

A condição de clima subtropical do Sul do Brasil, desafia a produção de cereais de inverno, justamente, por ser uma região naturalmente úmida e sujeita a temperaturas mais baixas nesta estação, estendendo-se até o início da primavera, com formação de geadas, e, ao mesmo tempo, podendo ser assolada por temperaturas elevadas e clima seco.

Ainda segundo o ZARC, para este ano, a expectativa é de um clima favorável aos cultivos de inverno, com temperaturas amenas e precipitações na média histórica, chegando a 100mm/mês. E, é neste cenário, que o risco pode estar associado às baixas temperaturas, capazes de ocasionar geadas que, conforme o estágio da lavoura, pode resultar em perdas significativas no trigo.

 

Por:
AgroPrecision
Posts do autor

Comentários sobre este post