Fique por dentro das novidades!

Agronegócio

Como as plantas daninhas prejudicam a cultura da soja

1 ano atrás - por:

O manejo de plantas daninhas se torna indispensável do ponto de vista agronômico, pois os prejuízos causados por elas, já são bastante conhecidos, competindo por água, luz, nutriente e espaço, dessa forma, ocasionando perda de produtividade. Essas perdas crescem na medida em que não são devidamente controladas e por isso, é fundamental ter conhecimento sobre a dinâmica das plantas invasoras, bem como sua correta identificação e os diferentes mecanismos de ação dos herbicidas, evitando a interferência das plantas daninhas na cultura comercial de interesse.

As plantas daninhas constituem grande problema para a cultura da soja e a necessidade de controlá-las se torna cada vez mais relevante. Conforme a espécie, a densidade e a distribuição da planta invasora na lavoura, as perdas são irreparáveis. Essas plantas prejudicam a lavoura, porque competem pelos mesmos nutrientes que a cultura necessita e, por isso, podem dificultar até na hora da colheita, comprometendo a qualidade e quantidade de grãos.

O manejo deve iniciar com visitas periódicas a área em questão e acompanhamento durante um ano agrícola para assim verificar quais as plantas daninhas infestantes e ir programando o controle das mesmas para que não ocorra ressemeadura natural na própria área. Atualmente existe uma preocupação crescente com a resistência destas a uma serie de mecanismos de ação dos herbicidas. Por isso a rotação de culturas e de mecanismos de ação diversos devem ser utilizados num plano de ação de controle.

No mercado, existem diversos métodos para controlar as plantas invasoras, no entanto, o mais utilizado é o uso de herbicidas, por se tratar de um custo mais econômico de mão de obra para o produtor e a rapidez na sua aplicação. Porém, para que as aplicações destes produtos sejam seguras, eficiente e rentáveis, é preciso ter conhecimento de técnicas precisas e avaliação de um profissional qualificado para a função. Além disso, o reconhecimento prévio das invasoras predominantes é a condição básica para a escolha adequada dos produtos, que resultará no controle mais eficiente destas plantas. 

Por:
AgroPrecision
Posts do autor

Comentários sobre este post