Fique por dentro das novidades!

Agronegócio

Aplicação de nitrogênio em taxa variável na cultura do milho

10 meses atrás - por:

O milho é um cereal de importância econômica e estratégica entre as culturas plantadas pelos agricultores, especialmente porque sua grande utilização está relacionada com a cadeia de produção agroindustrial de aves e suínos como produto da alimentação animal. Entre os cereais cultivados no Brasil, o milho é o mais expressivo em termos de produtividade, atribuição dada devido às suas características fisiológicas e também porque é possível obter mais de uma safra do cereal por ano.

Segundo a Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura, no ranking nacional de produção de milho o Brasil é o terceiro maior produtor do cereal, com aproximadamente 8% do total produzido no mundo em 2015.  Entre os estados, o Rio Grande do Sul é o sexto maior produtor de milho em grãos do Brasil, superado pelos estados de Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Goiás, Paraná e Mato Grosso.

Apesar da alta produção de milho no Brasil, ainda considera-se que o cereal tenha um nível médio nacional de produtividade baixo. Os diferentes sistemas de produção de milho deverão ser ainda bastante aprimorados para se obter aumento na produtividade e rentabilidade dos agricultores. Um dos fatores que podem contribuir para que se obtenha esse aumento e melhoria da eficiência na produção do milho são os fertilizantes nitrogenados, dentre os quais a ureia é a mais utilizada e a mais sujeita a perdas de Nitrogênio.

Este nutriente é quantitativamente o mais exigido pela cultura do milho, tem um alto custo na sua produção e eficiência muito variável devido a inúmeros fatores, com o intuito de aumentar a eficiência de resposta, aliada ao potencial produtivo de cada local obtendo-se maior rentabilidade da safra do cereal, a AgroPrecision realiza serviços de mapeamento para a aplicação de nitrogênio em taxa variável. Através desta ferramenta é possível obter uma utilização de nitrogênio otimizada, permitindo a melhor eficiência no aproveitamento deste nutriente pela planta. A aplicação de nitrogênio em taxa variável entrega ao produtor diversos benefícios, entre eles, o aumento da rentabilidade, otimização do fertilizante, menor dano ao ambiente e aplicação durante o cultivo.

Por:
AgroPrecision
Posts do autor

Comentários sobre este post