Fique por dentro das novidades!

Agronegócio

Agricultura de dados: planejamento da lavoura de forma estratégica

4 meses atrás - por:

*Créditos da imagem: youagro.com

A agricultura de dados, precisão ou digital tornou-se um assunto recorrente entre pesquisadores, empresas especializadas e agricultores, pois, essa prática, gradativamente, vem desempenhando um papel importante na busca pelo aprimoramento de técnicas e geração de dados para a lavoura, assim como, o desenvolvimento de novas tecnologias utilizadas em máquinas agrícolas, com o objetivo de obter uma melhor qualidade e otimização dos custos de produção.

Uma pesquisa científica multiplicada em diversos veículos de comunicação, relacionados ao setor, apontou que em 2007, já se existia uma grande diferença entre a agricultura de precisão e a agricultura tradicional, revelando que com o manejo em AP na cultura da soja, houve uma otimização nos custos de produção e 14,8% de aumento na margem liquida, ou seja, em há mais 10 anos esse percentual já era significativo, atualmente, os resultados são ainda mais impressionantes.

O mapeamento dos custos de produção, receitas e resultados econômicos são possíveis de serem realizados através do auxílio de programas ou formas de controle implantados pelo produtor e com as informações geradas pela agricultura de precisão, podem subsidiar futuras estratégias de manejo e investimentos na área. Pesquisadores indicam a análise econômica de pelo menos três a quatro safras, incluindo diferentes culturas para obter padrões consistentes de variabilidade espacial da lucratividade na lavoura. Com base nisso, locais que geram menor lucro devem ser manejadas diferentemente das locais mais lucrativos.

Quando os fatores que afetam a produtividade das culturas e consequentemente a lucratividade da área são manejáveis, como acidez, baixa fertilidade e compactação, estratégias de manejo podem ser empregadas, visando solucionar ou minimizar essas limitações. Entretanto, quando os fatores limitantes são característicos do solo, relevo ou a profundidade do solo, variações de textura, declividade e afloramento de rochas, estratégias de manejo devem ser empregadas para ajustar os investimentos com as prováveis receitas. Algumas alternativas que poderiam ser adotadas nos locais de baixo potencial de gerar lucros incluem: uso de cultivares mais rústicas que tenham menos custos com sementes, defensivos e fertilizantes, uso de culturas mais resistentes e de menor risco, mudança de uso do solo, substituindo cultivos de grandes culturas por silvicultura, fruticultura e/ou pecuária.

Similar a qualquer outro nicho de mercado, a propriedade rural deve ser entendida como um negócio, que passa pelo controle dos custos de produção, bem como, das receitas geradas. Sem os devidos cuidados com essas informações é praticamente impossível planejar investimentos de forma estratégica.

Portanto, nesse sentido, a agricultura de precisão traz ferramentas atualizadas para a gestão da propriedade rural, como estudos da viabilidade econômica, mapas temáticos e uma nova perspectiva de análise dos custos de produção e receitas, ou seja, com a AP é possível identificar os resultados de áreas específicas da lavoura quanto ao lucro ou prejuízo gerado, identificando os locais que efetivamente contribuíram para os resultados positivos ou negativos da propriedade.

*Créditos da imagem: Youagro
Por:
AgroPrecision
Posts do autor

Comentários sobre este post