Fique por dentro das novidades!

Agronegócio

A rentabilidade da Agricultura de Precisão aplicada em sistemas cooperativos do RS

11 meses atrás - por:

A tecnologia adotada pelo uso das máquinas com GPS e a geração de mapas de produtividade são benefícios que estão relacionados com a variabilidade encontrada nas lavouras e que são utilizados na agricultura de precisão. O uso deste tipo de manejo na lavoura garante um nível muito maior de acertos e ganhos na produtividade comparado ao manejo tradicional que não olha para a variabilidade dos talhões da lavoura e faz a aplicação de insumos de maneira geral. Um estudo realizado em 2017 pela equipe da agricultura de precisão da cooperativa Integrada do Paraná, coletou amostras de solo de mais de 12.900 hectares em áreas de cooperativa nas regiões sudeste e sul do país e concluiu que a adoção da agricultura de precisão tem ajudado a elevar em até 90% os índices de produtividade em solos corrigidos.

Antigamente, a agricultura de precisão utilizava apenas máquinas com receptores GPS e geração de mapas de produtividade. Hoje, se tornou uma medida de gestão de toda a propriedade rural, podendo ser utilizada em todas as cadeias produtivas do setor do agronegócio. Esse avanço da agricultura de precisão se reflete diretamente no aumento da rentabilidade dos produtores. O mapeamento do solo e a coleta de amostras revelam ao agricultor que ele não precisa fazer a aplicação de insumos e calcário na mesma dosagem em toda a área, mas que com a aplicação em taxa variável ele tem muito menos perda de produto, consequentemente menos gastos e ainda tem a garantia de uma máxima produtividade da área.

Alguns agricultores ainda não tem uma cultura de gerar e registrar informações sobre a lavoura e o manejo utilizado na propriedade, o que dificulta o processo de quantificar dados de indicadores em nível de produtor. Um estudo sobre a viabilidade técnica e econômica da agricultura de precisão no Sistema Cooperativo do Rio Grande do Sul realizado pela Direção da CCGL TEC em conjunto com o Conselho Técnico de Grãos teve o objetivo de reunir informações na forma de estudos de casos de produtores associados de cooperativas, relativos aos custos envolvidos na adoção de tecnologias e os ganhos com aumento da produtividade e/ou redução de custos, comparado à forma convencional que o produtor utiliza para o manejo da lavoura.

Os resultados apresentados por este estudo mostraram que apesar de que a adoção da agricultura de precisão em termos de ganhos em produtividade e/ou redução de custos estarem relacionados à variabilidade encontrada nas lavouras e ao nível de acerto que tecnicamente podem ser obtidos nas diferentes fases do processo, o retorno econômico ao produtor foi positivo, variando de 9,2% a 13,7%, na média de 11,7%.

O artigo completo contendo todas as informações e detalhes deste estudo realizado em sete situações de lavouras de produtores associados das cooperativas, pode ser lido em: https://goo.gl/jZ2G9S.

 

Por:
AgroPrecision
Posts do autor

Comentários sobre este post